01 maio 2014

Aos Ministros do STF....

São exatamente 01:27 da manhã do dia primeiro de maio.

Srs Ministros e Sras Ministras do STF,

Já me deitei várias vezes e me revirei na cama, tentando entender o que esta acontecendo no nosso país, mas especificamente no nosso Poder Judiciário. Como podem os Srs.e as Sras, dormirem em paz, sabendo das arbitrariedades que vem cometendo o vosso Presidente da Casa, o Sr. Joaquim Barbosa. Aonde nos simples mortais podemos recorrer sobre tantas injustiças? Os senhores nada podem fazer???? Eu achei que antes de serem Ministros, eram seres humanos. Mas estou chegando a conclusão que não o são. Tenho medo do que mais possa vir, da cabeça desse que não posso nem mesmo ter o respeito, louco Sr. Joaquim Barbosa. Por onde anda a consciência dos Srs. e Sras???? O senhores podem achar que não estão fazendo mal a ninguém, afinal não sai na Mídia e nem na TV a revolta que isto nos causa, e bem sabemos o porque. Mas saiba o mal que estão fazendo a milhares de brasileiros. E um dia assim como os da ditadura serão lembrados na História do Brasil, como os complacentes dessa desumanidade a que estão imbuindo a dois cidadães que lutaram também por V.Sas. e que sabemos são inocentes dos crimes a que lhe foram atribuídos. Bem vou tentar novamente dormir. E que fique claro que a minha insonia  não é por peso de consciência. A minha insônia é fruto da dor que sinto. 

Boa Noite, se é que a conseguem ter. Mas acredito que sim, afinal vocês não devem ser humanos. Devem ser alguns daqueles personagens de filmes que vemos na TV ou no cinema sobre julgamentos e que nada sentem. Tudo pela audiência. 


05 dezembro 2013

Carta a uma doce amiga do face


Por: Sergio Ricardo

EU VI

Vocês nem eram nascidos e eu já militava sem partido na canção de protesto e pude experimentar a admiração e a inveja pela coragem daqueles jovens que partiam para as guerrilhas por amor à nossa pátria arriscando suas vidas pela causa da liberdade de nosso povo. Felizmente não fui influenciado pelo holocausto advindo do AI-5 que neutralizou atavicamente a hombridade e a coragem das vossas gerações, e nisto incluo até meus filhos, por não sentirem na pele e no interior de seu ser o que fora a opção de partir sem garantia de volta com vida dos atalhos da salvação de seus semelhantes. A honradez dessas pessoas que foram torturadas, muitas até a morte, não é a de personagens de novelas que ficaram no imaginário burlesco de heróis fabricados, facilmente descartáveis nos vossos computadores. Eram de carne e osso, com muita moral, minha amiga. Mas tanta que me vem lágrimas aos olhos só de lembrar. Eu mesmo, com toda coragem que vocês me imputam, pelos atos e fatos de minha vida, sentia-me um covarde por não seguir sua trilha, tamanho era o risco. A honradez daquelas pessoas não se esmaga com as gracinhas e displicência com que bananas se arvoram a contestar. Nas minhas contas de valores eles têm até direito e crédito até para seguirem tortos caminhos. Pela falsa acusação de desacertos em sua volta e pela revolta causada pela menopausa precoce das gerações que se seguiram de entreguistas, fofoqueiros de imprensa deletéria, de uma cultura estéril e sem caráter, eles já mereceriam cem anos de perdão. Tenho pena da maldição que herdastes, da qual tão poucos escaparam e vivem à margem como mendigos a erguer aquela chama que arde em seus corações e mentes a cata de restabelecer o verdadeiro caminho do pais, subjugado, tristonhamente jogado contra os muros impenetráveis de um sistema prestes a explodir o planeta. Não se dando conta do teatro que estão representando, estas gerações mergulhadas no surrealismo fantástico, flutuam no vazio do vale tudo, desde que impere o descompromisso com as soluções verdadeiras, entregues à elucubrações pseudo-modernas de ismos e istas importados de um mundo caduco mergulhado no caos. Cadê os valentes de hoje? Os líderes transformadores, o pensamento revolucionário? Nos aviões carregados de cocaína? Pois muito bem. Daqueles heróis sobraram poucos lutando contra a manipulação das oligarquias que fazem o que querem deles e de nós. Dentre eles Genoino e Dirceu, mais valentes do que qualquer um de nós. E sua luta permanece a mesma. Se aqui ou ali imagina-se que tergiversassem, foi em função da estratégia de conquista de meios políticos que os levassem ao mesmo fim de sempre. Só cego não vê que seu fim continua o mesmo: A NOSSA SALVAÇÃO. O nosso benefício. Uma álgebra complicada, sutil e invisível, não a aritmética primária que anda na cabeça de infinitos detratores, verdadeiras maria-vai-com-as-outras, entregando de bandeja seu próprio pais e pisoteando o sangue de nossos heróis. Maiores que seus próprios partidos, que todos os demais partidos de esquerda ou direita. Como sobrevivente dos anos de chumbo, dou-me o direito e vejo-me na obrigação de alertá-los para a sandice do apoio à condenação de Genoino e Dirceu, presos sem provas condenados por uma justiça condenável. Heróis de guerra não se vendem por qualquer tostões, nem por todo dinheiro do mundo, sobre os quais pisotearam durante as manobras das guerrilhas com sua coragem e bravura dispensando a nossa assinatura numa nota promissória moral cujo valor seria supinamente maior do que lhes é cobrado sem provas. Se é para traduzir em miúdos, os cofres públicos lhe devem uma fortuna muito superior, pelo risco de suas vidas, perto do que lhes é cobrado, SEM PROVAS. O que os olhos não vêem o coração não sente. EU VI. 

Um beijo, querida.

02 dezembro 2013

BOMBA!!!!! BOMBA!!!!!!


Por: Ad Luna (Facebook)


BOMBA! 
A INCRÍVEL ARMAÇÃO DO PT PARA SE MANTER NO PODER

Muitos dos que se opõem ao PT e ao governo federal se mostram preocupados e espantados com os últimos números das pesquisas para intenção de voto nas eleições do próximo ano. Dilma aparece à frente, só cresce, e venceria no primeiro turno.

"Mas como? Temos a Veja, Lobão, Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo. Ou seja, grandes inteligências da oposição e não conseguimos fazer nem cócegas na popularidade de Dilma", angustia-se o opositor.

Bem, aí é que entra a grande BOMBA, as informações que podem mudar os rumos do cenário pré-eleições. Tais informações foram repassadas por fontes fidedignas e, confesso, me deixaram extremamente CHOCADO com a inteligência maquiavélica desse povo do PT!!

Estão preparados? Respirem fundo, tomem um como d´água. Lá vai:

A Veja, Lobão, Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo, entre outros, são, na verdade, ALIADOS DO PT!!!!!!!!!!!

Sim, é isso aí que você leu. Vamos explicar esse grande plano conspiratório.

Você tem luvas de borracha, daquelas de limpar banheiro? Se sim, proteja suas mãos e abra um exemplar da Veja. Observe: propagandas do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal podem ser vistas nas páginas da revista. São anúncios pagos pelo GOVERNO FEDERAL, DO PT!!!!! Você nunca se tocou disso?

Pois é. Além da Veja, os cidadãos citados anteriormente são mantidos pelo partido do presidente Lula. O partido que organizou a morte de Kennedy, o tsunami no Japão, a construção das bombas atômicas de Hiroshima e Nagasaki e que subornou o goleiro Barbosa da seleção brasileira da Copa de 1950, para que ele levasse aqueles gols do Uruguai.

E qual a missão deles? Simples. Eles são pagos para perturbar o senso de realidade dos opositores do governo, fazê-los crer em teorias idiotas sem quaisquer evidências (tipo golpe comunista de 2014) e, o mais MALIGNO, deixá-los tomados pelo ÓDIO, RAIVA e MEDO! 

É claro, até o mais amador lutador de MMA sabe que pessoas com raiva são facilmente derrotadas, pois a raiva as deixa sem controle, idiotizadas. Grandes mestres espirituais da humanidade como Jesus, Lao-Tsé, Confúcio, Mestre Yoda, Buda, Gandhi, O Pequeno Príncipe, Dalai Lama e He-Man já expuseram os males que esse veneno mental pode causar nos indivíduos.

Trecho de fala de um alto líder petista, gravada em reunião feita poucos meses depois da posse de Dilma Roussef, em seu primeiro mandato.

"Pessoal, nosso plano é fazer com que as pessoas que se opõem a nós fiquem tão idiotizadas, tão narcotizadas pelo ódio que não consigam sequer organizar um único argumento RACIONAL, apenas coisas idiotas, ataques pessoais. Ou seja, SÓ MERDA! Então, pedimos que a partir desta reunião vocês trabalhem conosco, secretamente. Queremos que as pessoas creiam cegamente que vocês são nossos inimigos. Vamos fechar?".

Ao fundo, ouvem-se as vozes e risos sarcásticos de Lobão, Olavo e Reinaldo aprovando tal plano maquiavélico!

SI-NIS-TRO!!

Que a Força nos proteja de Lula, Dilma e de seus aliados disfarçados!

BB's e a Copa.....


Comentário de Cristiana Castro:

O interessante desses BB's é que decidiram que não vai ter Copa, depois de tudo organizado para a... Copa! Descobriram, AGORA, que o Brasil iria sediar o evento? Tb chama atenção o fato de não estarem a mínima interessados na opinião da sociedade a respeito... Sabem o que é bom para o Brasil e o Brasil que se vire para aprender com eles o que é certo... BB's e Anopnymous, ainda não perceberam que não enganam ninguém com sua revolta contra tudo o que está aí desde que o que está aí esteja vinculado ao PT. Não demorará muito e saberemos a que comandos respondem os revolucionários de playground.

De Eduardo Pessoa:

"Bom dia pessoal. 

Ao mesmo tempo em que precisamos aprofundar os contra-ataques contra os desmandos tucanos, seja em nível federal, estadual e municipal, precisamos ter cautela e não cantar vitória antes do tempo em relação as pesquisas de opinião, divulgadas pela Datafolha (ou Datafalha, como preferirem).

O nosso amigo Sanzio de Treviso trouxe uma constatação interessante: a de que o Datafolha sempre divulga os resultados positivos sobre o PT primeiro, de forma que seja possível embutir alguma avaliação negativa depois.

Nesse caso, a avaliação negativa veio em relação ao caso do mentirão, onde, segundo divulga o jornal Folha, 80% dos petistas aprovaram as prisões ilegais do mentirão.

Pra piorar ainda mais a situação, a notícia foi veiculada em um sábado, onde pôde ser aproveitada ao máximo (seja para criticar, seja para minimizar) pelos veículos piguentos no domingo, em cadernos especiais, colunas, etc.

Por outro lado, os tucanos também não podem cantar vitória na pesquisa divulgada pela mesma Datafolha, onde aponta uma vitória de Geraldo Alckmin e um resultado inexpressivo para Alexandre Padilha, ministro da Saúde e candidato do PT ao governo estadual.

Não é possível declarar nada ainda, pois ambas as pesquisas foram elaboradas faltando 10 meses para as eleições gerais do ano que vem. Daqui até lá, muita água ainda vai rolar.

Os tucanos vão tentar explorar toda e qualquer crise econômica que surgir durante o governo de Dilma esse ano e ano que vem. Todos estarão de olho na economia. Mesmo com o desempenho abaixo do esperado, o Brasil teve um PIB melhor do que muitos países desenvolvidos, inclusive os EUA.

Sem contar que o país continua firme na rota pelo pleno emprego, redução da desigualdade social e distribuição de renda. O PSDB tem o "Dilmômetro", instrumento ideológico utilizado para medir o desempenho da presidenta na questão econômica. 
Quem não se lembra do Lulômetro? O Lulômetro foi o que possibilitou que o dólar pulasse para R$ 4,00 antes do período eleitoral. Claro, a oposição quer criar um clima de "caos" econômico em 2014 para com isso dar o golpe da misericórdia.

Claro, tudo com oferecimento de "In God We Trust, INC", ou seja, com a mão amigos dos EUA. É de lá que sai o gatilho que atira aqui no STF e por aí vai...

O aumento da gasolina, divulgado pela Petrobrás, repercute sobretudo na classe média que consome automóvel. A chiadeira virá mais desses grupos do que das pessoas que estão ingressando agora ou que já ingressaram na classe média, mas estão em fase de consolidação econômica e social (o famoso ajustes das contas).

De nada adiantou, por outro lado, o aumento da Taxa Selic, pois isso não aplacou a ira tucana e daquelas instituições que falam em nome deles: Itaú, agências de risco, fundos de investimentos, etc.

A migração do modelo financeiro para o modelo produtivo, cujo elo é a redução da Selic, ainda dói no coração e na alma tucana. Muitos rentistas perderam grana com a queda dos juros.

Ainda em relação a economia, é provável que os tucanos tasquem a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para culpar o governo dos investimentos e despesas feitas. 

Aliás, a sigla dessa Lei devia ser LIRF - Lei de Irresponsabilidade Fiscal - pois o que os tucanos fizeram em São Paulo e estão fazendo em Minas e no Paraná não tem outro nome, a não ser irresponsabilidade.

Também não pode desvincular a economia da política. A política desempenhará papel importantíssimo nesse processo. Os tucanos, pra criar esse caos econômico, vão tirar da manga os Anonymous e os Black Bullshits.

O nosso amigo Kallil Oliveira já até mostrou em seu perfil que os BBs estão criando um movimento para a Copa, chamado #NaoVaiTerCopa.

O mesmo colega também está buscando fazer um contato com o ex-BB que lhe passou essas informações. Um contato presencial. 

O incansável "Stanley Burburinho" também trouxe outra constatação interessante: já repararam que os BBs não fazem protesto contra Fórmula 1, Rock in Rio e festivais patrocinados com dinheiro privado (ou das privatarias)?

Por isso que para 2014, o PT tem que politizar a discussão sobre política. E para que isso aconteça, o partido pode seguir a sugestão dada por Marilena Chauí: trazer a Reforma Política para o centro do debate.

Se trazer a Reforma Política, não sobra um Aécio, um Barbosa, um Camprilles ou uma Blablarina para contar história."

Acredita na isenção????...... ingênuo????? ....

Ou complacente???? ....

Sinceramente fica muito difícil, cada dia mais acreditar no que ocorreu no julgamento da AP470 . Poderiam ao menos pensar sem colocar partidos no meio. Como pode um Presidente do Supremo Tribunal Federal estar sempre ao lado de membros de um partido, que tem julgamentos parados em suas mãos. Só gostaria que vocês refletissem, porque um dia isso pode ocorrer com vocês, e como confiar numa justiça que se deixa aliciar pelos seus adversários e pela imprensa. 

Almoço ontem....



Oposição em maus lençóis.


Por: Diogo Costa

Ontem houve mais um passo no rumo das definições para o pleito de 2014. Eliminada a possibilidade de prévias entre as pré candidaturas de Luciana Genro e de Randolfe Rodrigues, o PSOL decidiu por aclamação que o candidato do partido em 2014 será o atual senador do Amapá. 

Ou seja, na disputa interna desta agremiação as tendências mais à esquerda foram derrotadas e agora já se tem mais um ator consolidado para o ano que vem.

As perspectivas atuais continuam amplamente favoráveis para a Presidenta Dilma Rousseff. Vejamos. Em todo o ano de 2013 a oposição ao governo federal tratou de tentar construir o maior número de candidaturas possíveis para 2014, como tática para forçar de qualquer modo um hipotético segundo turno. Ao que parece, essa tática não foi bem sucedida. 

No fim do prazo para as filiações e trocas de partidos com vistas à 2014 (05 de outubro) o que surgiu de fato foram apenas duas candidaturas oposicionistas com densidade eleitoral. Estas duas candidaturas são a tradicional, de Aécio Neves, e a 'nova', de Eduardo Campos, saída diretamente da costela do campo de sustentação do governo federal.

Lembrem-se que a certa altura dos acontecimentos chegou-se a ventilar a possibilidade de 05 consideráveis candidaturas do campo oposicionista. Eram elas a de José Serra pelo PPS, de Aécio Neves pelo PSDB, de Eduardo Campos pelo PSB, de Marina Silva pela Rede, de Joaquim Barbosa por algum outro partido e mais as candidaturas nanicas. 

Este cenário com 05 candidaturas oposicionistas levaria a disputa para o segundo turno, sem dúvidas algumas. E teria potencial para causar grandes dores de cabeça em Dilma, em Lula e no Partido dos Trabalhadores. Nada disso ocorreu e isto pode ser considerado como uma vitória política de Dilma Rousseff.

A candidatura claudicante de Aécio Neves padece de um mal de origem, pois foi lançada por Fernando Henrique Cardoso em dezembro de 2012. Qualquer candidato que se pretenda viável hoje no Brasil deve se manter a léguas de distância de FHC e do seu "legado". 

Ocorre que Aécio Neves faz questão de avalizar o período fernandino e de se colocar como o representante oficial de um período do qual o povo brasileiro quer absoluta distância. Ir para uma disputa abraçado a FHC é quase um suicídio político.

Eduardo Campos passou todo o ano de 2013 tentando se viabilizar eleitoralmente e trabalhando para ampliar o arco de alianças políticas para uma eventual candidatura. Se viabilizou como candidato, mas eleitoralmente está estagnado e no campo de alianças não agregou absolutamente ninguém ao seu projeto personalista de poder. Aliás, agregou apenas a Rede, que nem partido político ainda é.

Campos aparece na disputa do ano que vem como uma típica candidatura com viés marcadamente estadual, com dificuldades para sair das fronteiras de Pernambuco. Esse fenômeno não é novo. Aconteceu com Brizola no primeiro turno de 1989 (vitórias apenas no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul), com Ciro Gomes em 1998 e no primeiro turno de 2002 (vitórias apenas no Ceará) e com Anthony Garotinho também no primeiro turno de 2002 (vitória apenas no Rio de Janeiro).

O governador pernambucano superestimou a vinda de Marina Silva para o campo dos "socialistas", talvez desconhecendo o fato de que vice não trás voto algum, no máximo serve para afiançar alianças políticas. E nem para isso a vinda de Marina Silva está servindo... 

Dependendo do cenário, o PSB pode sofrer um grande revés em suas candidaturas estaduais e terminar a eleição menor do que quando entrou, além de firmar-se no imaginário popular como uma espécie de PSDB do B (já são aliados históricos - o PSB e o PSDB - em vários estados).

Randolfe Rodrigues terá o desafio de levantar a candidatura do PSOL e fazer com que o partido saia do vexatório e patético papel que fez em 2010, quando o povo brasileiro conferiu irrisórios e ridículos 0,87% dos votos para a candidatura do ex democrata cristão Plínio de Arruda Sampaio.

Resta no tabuleiro das candidaturas a resolução da última possibilidade ainda em aberto, que seria a eventual candidatura presidencial de Joaquim Barbosa. Os magistrados tem prazo até o dia 05 de abril de 2014 para se filiarem n'algum partido e disputarem o pleito vindouro. A candidatura de Barbosa representaria um duplo problema para a oposição.

O primeiro problema seria o de expor ainda mais nítida e cristalinamente o fato de que a AP 470 foi um julgamento eminentemente político e persecutório contra o PT. O segundo seria o fato de que a candidatura de Barbosa tiraria poucos votos da chapa encabeçada por Dilma Rousseff, mas operaria um estrago considerável nas candidaturas de Aécio Neves, de Eduardo Campos e do nano esquerdismo.

Notem que a análise conjuntural sequer tangenciou a questão das alianças político-partidárias, dos tempos de rádio e TV, da aprovação de Dilma e de seu governo, do pleno emprego, da inflação controlada, dos aumentos reais no salário mínimo e nos dissídios da classe trabalhadora, da distribuição de renda, da diminuição das desigualdades sociais e regionais, da afirmação do Brasil enquanto ator político no cenário internacional, etc.

Tudo isso confirma o favoritismo da candidatura do Partido dos Trabalhadores. E sempre é bom lembrar que Luiz Inácio Lula da Silva ainda está se aquecendo no vestiário, sequer entrou em campo.